Dos 17 presos que fugiram da Papuda, pelo menos um é de alta periculosidade

Internos são envolvidos com crime de maior grau de organização ou sofisticação, em especial aqueles ligados a quadrilhas, roubos e tráfico

Dos 17 detentos que fugiram do Centro de Detenção Provisória (CDP), no Complexo Penitenciário da Papuda, na madrugada desta quarta-feira (14/10), pelo menos um é considerado com “grau de periculosidade nível 3”. Os presos conseguiram escapar através de um buraco aberto no teto de uma das celas, onde estavam todos os foragidos. Até as 10h30, seis internos haviam sido recapturados. Em janeiro deste ano, três internos do mesmo bloco C do CDP da unidade já haviam fugido e, em maio, houve nova tentativa de fuga, mas sem sucesso.

apurou que o preso considerado mais perigoso é Rodrigo de Souza Santos, 21 anos. Os presos com a classificação de periculosidade nível 3 são envolvidos com crime de maior grau de organização ou sofisticação, em especial aqueles ligados a quadrilhas de extermínio, roubo e furto de veículos, assalto a bancos e a transportadora de valores, extorsão mediante sequestro e de tráfico de entorpecentes

Todas as providências necessárias estão sendo tomadas tanto para a recaptura dos foragidos bem como para apuração das circunstâncias em que ocorreu a fuga”, afirmou o secretário de Administração Penitenciária do DF, delegado Agnaldo Curado.

A fuga ocorreu na Ala C do Bloco 1 do CDP. Os detentos que continuam foragidos são: Antônio Marcos da Silva de Souza; Paulo Henrique Silva de Castro; Wanderson da Silva Santos; Erison Vieira de Moraes; Márcio Vinícius de Souza Andrade; Anderson Ferreira Abade; Romildo Santos da Silva; Ismauro Gonçalves de Oliveira; Mádeson Ferreira Abade; Gabriel Nathan da Rocha Bessio; Pétryck Cardoso de Souza; Francisco Hebrt Aragão Moura; Thiago Henrique Souza Silva e Lucas Caldeira da Silva.

fonte:metropoles.com/tag/papuda