Caso Henry: vídeo mostra Jairinho comendo sanduíche entregue pelas mãos do próprio diretor de presídio

Secretário de Administração Penitenciária alega que refeição servida é a mesma distribuída para outros presos e desmente denúncias de regalias ao vereador

RIO — Imagens obtidas com exclusivas mostram o médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho (sem partido), no último dia 8, quando foi preso, no interior da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica. O vídeo revela Jairinho recebendo um sanduíche das mãos do próprio diretor da unidade, Ricardo Larrubia da Gama, por volta das 15h30. O vereador é  investigado pela morte do menino Henry Borel, de 4 anos, junto com a namorada Monique Medeiros, mãe da criança, que tambem esta presa.

As imagens são da recepção do Presídio Frederico Marques, em Benfica.  Segundo o secretário de Administração Penitenciária, Raphael Montenegro, o lanche entregue por Larrubia é o mesmo que era servido no dia da filmagem para os demais detentos. Segundo ele, não há indícios de que houve regalias ao preso. O secretário explicou que não foi aberto nenhum procedimento para investigar as denúncias de que o vereador teve tratamento privilegiado na prisão, pois as imagens das câmeras de segurança da cadeia foram analisadas e nada foi constatado.

— Após análise das imagens do circuito interno de câmeras,  a Secretaria de Administração Penitenciária decidiu  não instaurar qualquer tipo de procedimento disciplinar contra o diretor da unidade.  Qualquer pessoa que tiver acesso às imagens perceberá que, por volta da 15h30, em ambiente comum da unidade, foi entregue ao interno Jairo o mesmo “kit lanche” que se oferece a todos os internos que estejam em trânsito para audiências. De fato é o diretor quem entrega o lanche ao Vereador, mas se trata do mesmo lanche que se oferece aos presos em trânsito para audiência — afirmou o secretário.