Análise: ajustes de Ramon surtem efeito, e vitória do Vasco tem consistência defensiva e ofensiva

Equipe continua organizada e em evolução e vê figuras como Bastos e Benítez despontarem em estreia no Brasileirão

Da despedida do Carioca à estreia no Brasileirão, o Vasco passou por 43 dias de inatividade. Os três jogos-treino disputados no período não tiveram a exigência desejada tanto que Ramon Menezes admitiu estar receoso com a partida diante do Sport. Porém, o que se viu na noite de quinta-feira, em São Januário, foi a manutenção de um time organizado e uma evolução capaz de resumir o 2 a 0 em uma vitória consistente defensiva e ofensivamente.

Ramon teve o mérito de identificar e implementar ajustes necessários logo no começo da sua gestão. E, com o entendimento dos atletas, continuou avançando no árduo caminho de formar um time forte e maduro. Verdade que foi só o terceiro compromisso oficial e também procede que o time pernambucano mostrou futebol para disputar apenas a permanência na Série A, mas o Vasco foi bem em três aspectos naturais de um confronto: propor, contra-atacar e se defender.